quarta-feira, 26 de maio de 2010

O Poder da Ervas...




Sabemos que é comprovado o uso das ervas nas curas do organismo humano, mas agora podemos ter a opção de tê-las como curativas da alma.

As ervas são produzidas no maior laboratório elemental da natureza: a Terra. Observando-as e estudando-as sabemos em que situação usá-las. Poderá ser na forma de incenso, fusão, óleos, chás, sendo que no caso de ingestão, deve-se sempre consultar um especialista, que será o melhor indicador de como usá-las corretamente.

Muitos tem por hábito apenas ferver as folhas de determinada erva, para que seu vapor purifique o ambiente e a alma das pessoas que nele se encontram. Tente. Será algo novo que lhe deixará repleto!

10 DICAS PARA USAR MELHOR AS PLANTAS MEDICINAIS


Observamos que há um crescimento desenfreado da busca da cura pelos produtos naturais e com isto cresce a divulgação de que as plantas são milagrosas e não oferecem risco de efeitos colaterais. Este fato , é um risco para a população pois significa também que mais produtos serão produzidos e vendidos muitas vezes sem a preocupação com a garantia e qualidade da espécie.



Veja a seguir algumas dicas muito importantes para os admiradores da fitoterapia.


1-Estar informado sobre a procedência das plantas:
Como sabemos cada planta necessita de cuidados para produzir os seus princípios medicamentosos , chamados de ativos. Quando a planta é domesticada ela precisa de tratos culturais definidos de acordo com a espécie e o melhor é contarmos com um agrônomo ou técnico para acompanhar esta etapa.
Conforme pesquisa realizada no ES foi observado que muitas pessoas realizam extrativismo ou seja coletam as plantas na mata sem o devido controle , ocorrendo inclusive o risco de extinção , como já ocorreu com o ipê-roxo , a espinheira-santa , a aroeira , dentre outros.
Devemos também nos informar sobre a qualidade das plantas que vamos utilizar. É importante saber o local onde foram cultivadas , a data de validade e se há acompanhamento de técnico qualificado.Não se deve coletar e cultivar plantas em locais poluídos , em beiras de estradas e rios poluídos , próximo a fossa e esgotos , etc.


2-Estar informado sobre o modo de coletar
Caso você mesmo vá fazer a coleta evite retirar todas as folhas do mesmo galho ; jogue fora as folhas que estão contaminadas por fungos , insetos , etc. Retire as cascas em pedaços pequenos para evitar circundar todo o caule , pois poderá causar a morte da planta.


3-Saber o momento certo de colher
Existe diferença de época de colheita de uma espécie para outra, porém muitos estudos ainda estão sendo realizados e concluídos. Recomenda-se que se colete as folhas em dias secos e se evite os horários que o sol está muito quente , principalmente no verão. Para as plantas aromáticas principalmente pois assim se evita a evaporação das essências aromáticas que são voláteis.


4-Saber conservar e secar as ervas
Deve-se secar flores e folhas em locais ventilados , livres de sujeiras , à sombra , penduradas em varais ou em bandejas em camadas finas .Cascas , raízes devem ser lavadas com água corrente e colocadas para secar ao sol. Raízes muito grossas podem ser cortadas em rodelas. Após secas , devemos guardar picadas em pedaços , em vidros de preferência escuros , secos , tampados , à sombra , com etiqueta de data de coleta e validade , mais o nome da espécie. A validade varia de 3 a 6 meses.


5-Conhecer a parte da planta que quero utilizar
É extremamente importante conhecer a parte da planta que possui atividade medicinal . Caso contrário não poderemos obter o resultado esperado. Exemplo : a camomila utilizo as flores ; o mulungu a casca ; o quebra pedra a planta inteira; etc.


6- Saber o modo de preparar
Diferentes modos podem ser utilizados par o preparo das formas caseiras. Para o preparo do chá é melhor usarmos uma vasilha de porcelana , vidro ou barro.
É muito importante analisar a quantidade de erva que desejo preparar para evitar o desperdício. A medida deve sempre estar baseada em livros de pessoas qualificadas. Geralmente oriento o preparo da infusão à partir de partes de plantas secas ou verdes da seguinte forma.
Para uma xícara de chá de água devo infundir 1 colher da de sopa da planta verde picada ou 01 colher de chá da planta seca .

7- Saber identificar a planta
É extremamente importante a identificação de uma planta. Todas as partes da mesma serão analisadas com base em botânica e depois comparadas em literatura especializada. Aquí em Vitória diferentes espécies são conhecidas com o mesmo nome , tais como : cidreira ; hortelã ; camomila; boldo ; etc. Não comprar plantas sem a certeza de que alguém responsável as identificou .

8-Saber como usar
Quando não sabemos usar uma planta ou fitoterápico devemos sempre recorrer a um profissional de saúde experiente.
Precisamos estar atentos ao modo de uso seja interno seja externo , pois determinadas plantas não devem ser ingeridas , outras não podem ser tomadas por muito tempo como por exemplo o mentrasto.
Ao oferecermos fitoterápicos para crianças devemos redobrar o cuidado .Crianças até um ano, são muito sensíveis e devemos dar apenas uma medida de colher das de chá do infuso 3 a 4 vezes ao dia.
Muitas mães desconhecem isto e chegam a dar uma mamadeira cheia de chá , o que é incorreto.

9- Conhecer o tempo de tratamento
O tempo de uso e a quantidade diária são deveras importante para o sucesso do tratamento. Determinadas doenças , tais como , diabetes , câncer , se usa preparações por muito tempo e devemos sempre acompanhar clínica e laboratorialmente o paciente.

10-Saber a toxicidade das plantas e contra-indicações
Nem sempre se sabe , mas determinadas plantas produzem substâncias agressivas ao organismo humano , tais como : espirradeira , comigo ninguém pode , chapéu de napoleão , pinhão paraguaio.
Para fazer uso de plantas em pacientes alérgicos e sensíveis devemos redobrar os cuidados.
Determinadas plantas não são recomendáveis na gravidez tais como losna, carqueja, alecrim, arruda, canela e boldo. Outras podem causar efeitos colaterais se ingeridas , tais como : óleo de copaíba , cáscara sagrada , etc


Relacionamos algumas ervas, por seus nomes mais conhecidos e populares:



Alecrim

Indicado para aqueles que tendem sempre a guardar, reter sentimentos como mágoas e ressentimentos, liberando estas energias já densas, alterando o seu padrão, realçando o exercício do perdão e trazendo a alegria e o amor á tona em nossos comportamentos.

Alfazema

Aos que agem de maneira impensada ou sentem insegurança para agir despertando o discernimento. Atua no sistemas nervosos do corpo acalmando-os, permitindo diminuir as culpas de atos impensados e ajudando a manifestação da intuição.

Anis

Ensina o fluir natural dos sentimentos da forma como eles se originam, sem que as barreiras conceituais ou outras manifestações da personalidade tenham qualquer influência.

Arnica

Combate a dispersão excessiva naqueles que pensam intensamente sobre vários assuntos ao mesmo tempo e não conseguem agir sobre nenhum deles, prejudicando o seu caminhar como um todo. Atua trazendo-os para a ação e conclusão.

Arruda

Promove a queima interna ativando o elemento fogo dentro de nós. Dissipa os elementos densos e negativos e limpa os nossos arquivos, trazendo consciência plena de nossos potenciais, inclusive os espirituais.

Artemísia

Aos que "fabricam" pensamentos com ansiedade a ponto de gerar emoções grosseiras e irreais. Traz à razão o padrão de suas próprias idéias, rapidamente e com consciência.

Assa-Peixe

Para aqueles que retêm a energia sexual a ponto de provocar tensão, essa flor libera essa potente energia represada através de emoções e sentimentos mais tranqüilos, e pede ao ser que não se reprima ou se deixe oprimir, nessa área, por preconceitos.

Babosa

Promove a transferência da energia usada excessivamente no "pensar", principalmente aqueles que não conseguem fazê-lo, mesmo conscientes de que precisam, devolvendo a energia excessiva aos sistemas físicos de eliminação.

Bálsamo

Trabalha exclusivamente nas emoções represadas pela falta de expressão, que endurecem o Ser. Libera essa energia retida de forma suave, contatando o elemento água.

Boldo

Com energia contraída, leva o ser a refletir sobre sentimentos e emoções reprimidas que o levam a ter atitudes tempestuosas e impulsivas, principalmente as raivas contidas, de maneira mais branda.

Camomila

Para aqueles que criam tanta expectativa em relação ao futuro que se desequilibram emocionalmente, tentando digerir algo que ainda não foi cozinhado. Essa flor desperta neles, a energia da calma, da confiança e da paciência.

Cânfora

Formidável para aqueles que acreditam que a vida é apenas a manifestação dos que captam os nossos cinco sentidos físicos, essa flor gera movimentos de introspecção sobre essa idéia, fazendo fluir essa energia contida para as áreas espirituais.

Capuchinha

Expressão chave para esse floral: carência afetiva. Para dar consciência desse assunto, promove a união energética das energias do corpo físico, trazendo á lembrança a importância da liberação do tocar e ser tocado.

Carqueja

Forte depuradora de emoções envelhecidas, por teimosia em manter "verdades" internas, essa flor limpa esses meridianos, criando condições de aceitação a novo valores e sentimentos.

Catinga-da-Mulata

Promove em toda a aura uma verdadeira "faxina" energética, conservando o bom fluxo do prana (energia vital da alma), nos chakras (canais de fluxo energético entre a aura e o corpo físico), principalmente no plexo solar.

Coentro

Promove força e coragem quando nos sentimos acuados e sem reação diante de situações que necessitamos enfrentar sem medo. Principalmente, quando o assunto é "mudança" ou "novidade".

Confrei

Para os momentos de tomada de consciência de nosso estado interno de aparente demolição, gerando a força vitalizadora, colocando-nos de pé e nos dando ciência das ferramentas que devemos reutilizar.

Dente de Leão

Excelente para aqueles que, conscientemente, sabem que terão uma batalha pela frente, da qual não podem e não devem fugir. E, para enfrentá-la necessitam de dois ingredientes que essa flor dinamiza: força e coragem.

Espinheira Santa

Muito importante para aqueles que confundem emoções e sentimentos e, diante de situações sentimentais, agem com a emoção, desequilibrando-se pois trazem para si o problema alheio . Acalma as emoções.

Gervão

Quando o acúmulo de raiva e outros sentimentos muito grosseiros atinge um nível muito grande, não cabendo mais a introspecção para compreendê- los. Geralmente, para aqueles que negam sua face raivosa.

Guiné

Essa flor possui características purificadoras de negatividades que, acumuladas, melhora os estados de tensão em todo o corpo. Ativa o elemento fogo para dissipá-las, agindo como um "anti-gripal" da aura humana.

Hortelã-Pimenta

Para as pessoas que se privam de liberar suas emoções por conceitos do tipo: "não sei se fica bem...", "o que os outros vão pensar...". "esta atitude não cabe a uma pessoa do meu nível..." etc. Essa flor libera o que ficou retido de forma descontraída.

Jaborandi

Para os movimentos de grandes mudanças externas em nossas vidas, que exigem coragem para enfrentá- las sem nos afastarmos de nosso eixo pessoal, físico e espiritual.

Jurubeba

Floral de grande poder dentro de nós, principalmente para aqueles que se desvalorizam e perdem a vontade prórpia diante de perdas e sentimentos, ficando presos aos sentimentos do passado, desequilibrando o presente.

Macela

Com vibrações muito sutis em nossa alma, essa flor pede a parada total de nosso Ser, pois o excesso de atividade ou de informação pode impedir a comunicação de energias supra-físicas, desejosas de indicar novos rumos e perspectivas.

Manjericão

Atuando como regulador da liberação da energia da vontade, ameniza a personalidade que, oprimida, provoca reações explosivas de auto-defesa. Desperta o fluxo material dos instintos.

Melissa

Para os momentos nos quais seja necessário retomar o fio da meada em relação aos nossos problemas internos, essa flor funciona como uma lupa, ampliando a nossa capacidade de visualização e dimensionamento dos mesmos, fazendo-nos atuar sobre eles.

Metrasto

Essa flor limpa o Eu, trazendo á consciência a manifestação pura dos sentimentos, fortalecendo-os. Ideal para aqueles que, não confiando nos seus próprios sentimentos, não lhes conseguem dar o devido valor e perdem a oportunidade de contatar novos amigos e situações agradáveis.

Mil-Folhas

Para os casos em que traumas ou experiências consideradas vegetativas bloqueiam muito o desenvolvimento natural da vida em todos os sentidos. Esse desbloqueio se dá através do meridiano cardíaco, no qual moram os sentimentos profundos e verdadeiros, limpando-os e espargindo essa energia purificadora para toda a aura.

Picão

Indicado para aqueles que, em processo de autoconhecimento, tendem facilmente a criar atitudes internas de autopunição e cobrança, gerando esmorecimento e ansiedade. Traz conforto e força interna.

Sabugueiro

Essa flor ajuda a melhorar o fluxo de decisões internas para aqueles que tem esta dificuldade, provocando descargas elétricas nos meridianos nervosos.

Serralha

Excelente para aqueles que, diante de decepções, frustrações e desilusões, desequilibram-se facilmente, emocional e sentimentalmente. Revitaliza, nessas circunstâncias, a auto-estima.

Sete-Sangrias

Em momentos nos quais não se pode dispensar, perder tempo e deixar espaço para dúvidas internas, esse floral renova a vitalidade, fazendo com que se mantenha a força do querer pessoal diante dos próprios objetivos.

Trapoeraba Forte

Estimulante da circulação interior, esse floral nos dá grande sensação de renovação interna, trazendo sensações de segurança, juventude e renascimento para seguir a vida com sentido.

Verbasco

Para aqueles que, descontrolados emocionalmente ou por fraqueza momentânea na personalidade, deixam- se expor e explorar por energia alheia negativa, desvitalizando-se. Limpa a aura dessas negatividades e protege-a contra novas invasões.

terça-feira, 25 de maio de 2010

As Crianças Cristal estão chegando!

Por volta do ano dois mil essas crianças começaram e encarnar na Terra.
Elas representam o próximo passo na evolução humana. Elas seguem às crianças índigo. Sua missão é completar o trabalho começado pelos índigos. Elas também são detonadores de sistemas, são os guerreiros espirituais que vêm desmantelar e remover maneiras velhas e limitadas de pensar e elas vêm para começar o processo de renovação e reconstrução.
A missão primária de uma Criança Cristal é ensinar as maneiras de vida muiltidimensional em harmonia, paz e amor. Elas estão vindo nos ensinar como viver vidas emancipadas com o reconhecimento dos nossos plenos poderes. Elas estão vindo para nos ajudar a nos ligar novamente com as Energias Divinas. Elas representam o caminho futuro da raça humana. E uma das dádivas mais mágicas delas para conosco é que elas são catalisadores para a nossa evolução: várias crianças e adultos Índigo estão fazendo a transição para o estado Cristal com a ajuda da elevação energética que essas crianças fornecem pela mera presença delas na Terra.

As Crianças Cristal são primariamente reconhecidas pelas suas auras que são geralmente claras como cristal mas também podem ter tons de dourado, azul-índigo ou púrpura, dependendo de sua afiliação de Raio. As Crianças Cristal nascem com acesso ao seu Eu Multidimensional e estão geralmente ancoradas na Sexta Dimensão com a habilidade de se abrirem para a Nona Dimensão, a completa Consciência do Cristo! Isso quando o planeta estiver pronto, provavelmente em torno do ano de 2012, quando a primeira geração de Crianças Cristal atingir os 12 anos de idade.
Existem algumas características bastante definidas que as Crianças Cristal têm quando encarnam:
São geralmente bebês grandes e freqüentemente têm cabeças que são proporcionalmente grandes para os seus corpos. Tem olhos grandes e penetrantes e fitam as pessoas nos olhos por longos períodos. O que esses bebês estão fazendo é acessar os registros de alma do adulto e ler quem é ele. Esse é um comportamento perfeitamente normal para essas crianças e elas ficarão muito contentes se o adulto fizer o mesmo de volta. É a maneira cristal de se comunicar, olhar para a alma de outro ser e sentir quem é ele. Uma coisa que todos nós aprenderemos a fazer no futuro.
Emocionalmente, elas são geralmente bebês muito bons e calmos formando um laço intenso com a mãe. Esta é, geralmente, a primeira encarnação delas neste planeta e precisam da reafirmação e estabilidade que a presença física da mãe pode oferecer. São crianças extremamente amorosas e freqüentemente procurarão ajudar e curar tanto humanos como animais em sofrimento. São crianças também extremamente sensíveis. Elas não só são capazes de ler o registro da alma de uma pessoa como também sentir todas as tensões e raivas não resolvidas que a pessoa carrega em seu subconsciente. É por isso que elas são tão sensíveis ao seu meio ambiente.
Educar uma Criança Cristal pode ser um verdadeiro desafio. Freqüentemente os assuntos não resolvidos dos pais são sentidos pela criança , que será afetada negativamente por essas emoções . Mas a característica pessoal mais fora de série das Crianças Cristal é o seu poder. Elas são muito poderosas! Elas têm as energias poderosas de um Mestre da Sexta Dimensão. É por isso essencial que os pais aprendam a respeitá-las e a negociar com elas. Senão essa energia poderosa será usada em lutas por poder que seus pais ou educadores nunca irão ganhar.
Crianças Cristal têm várias dádivas especiais que derivam das suas habilidades multidimensionais. Elas têm a habilidade não só de ler os campos de energia das pessoas como muitas outras habilidades psíquicas, desde mover objetos mentalmente até ler livros sem abrí-los e ainda têm uma grande habilidade de comunicar-se telepaticamente e é por isso que elas, às vezes, não falam até que tenham 4 ou 5 anos de idade.
A missão de todas as Crianças Cristal é avançar a evolução humana pelo processo da ascensão. Elas estão aqui para nos mostrar como viver de uma maneira completamente nova e diferente.
Só por chegarem em tão grande número e ancorarem a Energia Crística, elas estão facilitando uma mudança nas energias planetárias. Mas também estão aqui para nos ensinar técnicas de vida multidimensional para o reconhecimento dos nossos plenos poderes.
A Criança Cristal move-se facilmente entre as diferentes dimensões. Não estão nada limitadas ao mundo da terceira dimensão; embora tenham corpos e funcionem na realidade da terceira dimensão, elas estão essencialmente sintonizadas na sexta dimensão e trazem essa energia para o nosso planeta.
O princípio fundamental por trás dessa maneira de viver é a Consciência da Unificação. As Crianças Cristal percebem e vivem a Unidade. Elas sentem as energias dos outros. Elas apanham ansiedade e stress que não são delas. Elas sentem as toxinas no ambiente e na comida.
Temos que estar conscientes da dádiva que estas crianças nos trazem. Elas são o futuro. Elas nos mostram o que estamos nos tornando. E a dádiva especial delas para conosco é para nos dizer que nós podemos nos tornar assim como elas agora, se deixarmos que as suas energias nos movam para o próximo degrau na escala da evolução.
Ao chegarem em número tão significativo elas estão precipitando o despertar espiritual de grande número de humanos. E não há limite de idade para isso. Você pode ter 10 ou 100 anos, pegar essa onda de energia Cristal e renascer no seu estado Crístico!
Aos pais dessas crianças fascinantes eu gostaria de dizer aqui algumas palavras do Mestre Sananda que eu passei de uma mensagem publicada na revista Amaluz em 1998. Sananda é o nome como esotericamente é conhecido Jesus de Nazaré:

" Não as forcem a enquadrar-se nos velhos moldes. Elas chegaram com novas marcas de nível superior para a humanidade, codificadas dentro do seu ser. Elas carregam em seu interior grande sabedoria espiritual;
- Lembrem-se de que seus filhos não são vocês. Em outros níveis do seu ser vocês estabeleceram acordos com eles para permitir-lhes vir através de vocês para a experiência no plano terrestre. Repito, eles vieram através de vocês mas não são vocês. Cada um deles é único e vem com sua própria personalidade, talentos e pensamentos. Não esperem que eles vivam os seus sonhos, pois eles têm os deles próprios;
- Passa ser sua tarefa amá-los incondicionalmente, sustentá-los e encorajá-los em suas explorações e ajudá-los a descobrir seu propósito de estarem aqui, suas missões e a exercerem os papéis apropriados para eles;
- Essas crianças trazem sistemas neurológicos diferentes em seus corpos. Elas exigirão muito amor e compreensão por parte de suas famílias e da comunidade. Essas crianças podem parecer desajustadas e de certo modo são, porque elas anunciam a chegada da sétima raça original, a raça índigo a seu planeta. Elas são as precursoras de seres de dimensões ainda superiores que virão;
- Seria conveniente que vocês ampliassem seus horizontes com alguns estudos metafísicos. Seria desejável iniciar momentos de meditação familiar e que cada pessoa possa compartilhar em comunhão espiritual juntos, permitam que cada membro da família participe de algum modo. Além disso, as crianças sabem que existem anjos em volta, encorajem essas conexões. Permitam que reino angélico participe desses momentos miraculosos no plano terrestre; - Dêem ouvidos a seus filhos quando eles manifestarem o desejo de compartilhar suas experiências com sonhos. Muita informação é transmitida, os sonhos trazem mensagens da alma;
- Encorajem seus filhos a apreciar e respeitar a natureza, a sentir a terra, a observar as plantas e os animais em seu ciclo através das estações. Ensinem-nos a amar e respeitar seus animais de estimação. Se possível, levem-os à praia, às montanhas e às planícies. Permitam que eles vejam diretamente a grandeza do planeta. Pergunte o que eles estão vendo e sentindo e talvez mesmo ouvindo, pois eles não irão ver, ouvir e sentir o mesmo que vocês. Dêem ouvidos a eles. Eles são sábios. Permitam que eles os ensinem de modo que vocês possam compartilhar de seu encanto;
- Com a mescla dos planos astrais inferiores no plano físico, seus filhos podem ver figuras, formas e outras aparições... essas visões durante a vigília são válidas e podem ser divertidas ou assustadoras...sábio é o pai que não rejeita jocosamente essas experiências de seus filhos. Encorajem seus filhos a falar sobre essas experiências, e riam com eles ou compadeçam-se com eles mas permitam que eles manifestem essas visões. Trabalhem com seus filhos para passar essas entidades para as mãos orientadoras das forças angelicais, que em troca os conduzirão a seus lugares apropriados em outros planos de existência;
- Não sejam precipitados em suas avaliações, pois seus filhos não são loucos. Se vocês, de alguma maneira, ficam confusos sobre como cuidar dessas crianças e do seu crescimento, procurem orientação apropriada daqueles que compreendem princípios metafísicos e espirituais e a transmutação de energia;
- Dêem aos seus filhos sua máxima atenção. Eles os ensinarão muito e vocês serão abençoados por eles. Amem incondicionalmente. Abençoem vigorosamente. Tratem com grande carinho, pois eles são seus instrutores. Eles vêm para cá com muito amor para compartilhar e vêm com paz, harmonia, tolerância e alegria em seus corações.
Sim, meus amados, ouçam bem, pois eles trazem lições de sabedoria para vocês ".


Texto: Celso J.S.Nogueira

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Crianças Índigo...

Crianças Índigo, são aquelas que apresentam um padrão de comportamento ainda não documentado e atributos psicológicos diferentes do que estamos acostumados a lidar. Elas vieram ao mundo com uma proposta de transformar nossas sociedades em sociedades mais justas, verdadeiras e transparentes, com base no amor, cooperação e respeito.


Mas por quê índigo?
Por que Crianças Índigo?


O nome : Criança Índigo refere-se à cor da sua aura, o azul-índigo, que indica uma aura de Mestre. São crianças especiais que decidiram encarnar no nosso planeta com uma missão e um objetivo específico: são guerreiros, detonadores de sistemas! Elas já vêm ao nosso planeta há bastante tempo. Alguns até argumentam que Jesus e Budha eram índigos, pois a missão deles, numa escala global, era mudar a consciência da humanidade.

Nos anos setenta, começaram a vir em ondas. Muitos deles... seres que hoje estão nos seus vinte...trinta anos, a geração guerreira que começou a desafiar e a mudar os velhos sistemas. Nos anos oitenta e noventa, mais e mais ondas de índigos chegaram, agora com uma sensibilidade e refinamento maiores ainda! E no final dos anos noventa e início de dois mil eles estão ganhando a companhia das " Crianças Cristal " que chegam também como guerreiros... mas guerreiros espirituais!


Presentemente, nós estamos vendo uma geração de Mestres vindo para o nosso planeta, essas crianças fantásticas também chamadas de " Crianças das Estrelas". Elas são a nossa esperança para o futuro, elas são a nossa esperança para o presente.


Mas como reconhecer um Índigo?


Para reconhecer se uma criança e Índigo, observe o seguinte: Geralmente tem grande sensibilidade e um enorme montante de energia. Distraem-se facilmente, aprendem através do nível de explicação, resistindo à memorização. Requerem ambientes estáveis e seguros, e resistem a qualquer sistema onde não haja democracia. São autênticos no aprendizado, principalmente na leitura e na matemática. Tornam-se frustrados quando tem uma grande idéia e faltam pessoas para compreendê-los e assisti-los. Não conseguem ficar quietas, ao menos que estejam envolvidas em algo de seu interesse. Se experimentarem muito cedo uma grande decepção, podem desenvolver um bloqueio permanente. Tem muito medo da morte e da perda dos amados.
A resposta óbvia seria verificar a cor da sua aura. Mas nem todos os Índigos têm a aura na cor azul-escuro o tempo todo. O termo Índigo refere-se mais ao estado da alma do que à cor da aura, que muda um pouco de acordo com sua disposição e seus interesses. Videntes que vêem os estados da alma podem identificar Índigos. No entanto, é fácil identificar um Índigo pela sua sensibilidade, criatividade, espiritualidade e padrões gerais de comportamento.

Como crianças, elas se parecem com todas as outras crianças, embora sejam freqüentemente bonitas e com olhos penetrantes. São sempre altamente inteligentes e cheias de perguntas e exigências. Têm muita energia, são muito ativas, têm muita força de vontade e um senso forte do seu próprio valor e importância. Sabem que são especiais e que estão aqui para fazer alguma coisa significativa. Possuem amigos "imaginários" e adoram fadas e golfinhos.

A inteligência excepcional das crianças índigo pode ser exasperante para os adultos. Ninguém lhes dirá o que fazer, elas quererão debater e negociar cada instrução, cada ordem. Até que os pais aprendam que estão sendo ensinados e aprendam a respeitar o direito de escolha da criança e honrar essa escolha, eles continuarão a ser confrontados com lutas de poder e batalhas de força de vontade. A maneira correta de lidar com um Índigo é de estar disposto a negociar, explicar, dar-lhe escolhas. Ordens como "Faça assim porque eu estou mandando" só produzirão hostilidade e indiferença.

Os Índigos geralmente não gostam nada-nada da escola. Ficam entediados pelo passo vagaroso e pelas tarefas repetitivas. Aprendem através do nível de explicação, resistindo à memorização mecânica ou a serem simplesmente ouvintes. São hiperativos, distraem-se com facilidade, tendo baixo poder de concentração. Têm alta sensibilidade, não conseguem ficar quietos ou sentados, a menos que estejam envolvidos em alguma coisa do seu interesse. Por serem orientados pela parte direita do cérebro, quando adultos, são geralmente atraídos por atividades e ocupações que usam o hemisfério direito, como a música, a arte, a escrita, a espiritualidade. Adoram cristais, Reiki, meditação e yoga. São intensivamente leais aos seus amigos, acreditam em honestidade e comunicação nas relações. Ficam freqüentemente desconcertados com a desonestidade, a manipulação e outras formas de comportamento egoísta.

Uma das características-chave dos Índigos é freqüentemente a sua ira. As figuras de autoridade não conseguem nada com elas. Num nível profundo, elas não reconhecem a autoridade. Sabem que somos todos iguais e por isso ficam irritados, furiosos mesmo, com aqueles que se comportam ditatorialmente , quer sejam pais, professores ou patrões. São muito compassivos, amam os animais e qualquer forma de vida; têm muitos medos, como medo da morte e perda dos seres amados. Se experimentam muito cedo decepção ou falha, podem desistir e desenvolver um bloqueio permanente.

Um problema sério quando se trata de Crianças Índigo é o diagnóstico errado habitual dado aos índigos, catalogados como portadores de Transtorno do Déficit de Atenção ou do Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade. Com isso, dá-se medicação a elas, sedando toda a sua imensa potencialidade.

Essas crianças estão aqui para nos ajudar na transformação do mundo. Portanto nós precisamos aprender com elas, principalmente escutando-as e observando-as.

As Crianças Índigo chegam aqui para nos dar um novo entendimento, são verdadeiros presentes para os pais, para o planeta e para o universo. Quando honramos estes pequeninos como presentes, nós vemos a sabedoria divina que eles trazem para ajudar a crescer a vibração do nosso Planeta.

O passo mais importante para entender e se comunicar com essas crianças é mudar a nossa forma de pensar a respeito delas, derrubando os nossos paradigmas para honrar os pequeninos como presentes ao invés de problemas. Assim abriremos as portas para perceber a grande sabedoria que elas trazem. Os pequeninos honrarão essa intenção, e um caminho para o entendimento aparecerá.

Existem quatro tipos diferentes de Índigos e cada um tem uma tendência:

1. Humanista: Primeiro, existe o Índigo Humanista que vai trabalhar com as massas. Eles serão os futuros doutores, advogados, professores, vendedores, executivos e políticos. Conversam com todo mundo e fazem amizade facilmente. Eles não conseguem brincar com apenas um brinquedo. Ao invés disso, trazem todos para fora e os espalham. Às vezes, não tocam na maioria destes. São do tipo que têm que ser sempre lembrados, pois freqüentemente se esquecem das ordens simples e se distraem.

2. Conceitual: Os Índigos Conceituais estão mais para projetos do que para pessoas. Serão os futuros engenheiros, arquitetos, projetistas, astronautas, pilotos e oficiais militares. Eles não são desajeitados, ao contrário, são bem atléticos como crianças. Eles têm um ar de controle e a pessoa que eles tentam controlar na maioria das vezes é a mãe se são meninos. As meninas tentam controlar os pais.

3. Artista: Este tipo de Índigo é muito mais sensível e freqüentemente menor em tamanho. Eles são mais fortemente ligados às artes. Eles são criativos e serão os futuros professores e artistas. O Índigo Artista pode trabalhar com até 5 instrumentos diferentes e então, quando eles entrarem na puberdade, escolherão um campo e se empenharão para se tornarem artistas nessa especialização.
4. Interdimensional: O Índigo Interdimensional é muito maior do que os demais Índigos, do ponto de vista de estatura. Entre 1 e 2 anos de idade você não pode dizer nada para eles. Eles dizem: "Eu já sei. Eu posso fazer isso. Deixe-me sozinho". Eles serão os que trarão novas filosofias e espiritualidade para o mundo. Podem ser mais valentões porque são muito maiores e também porque não se encaixam no padrão dos outros três tipos.

sábado, 22 de maio de 2010

Dança Circular Sagrada...


A dança em círculo é uma das formas mais antigas de celebração comunitária.
O círculo é uma forma de circunferência ininterrupta e é um símbolo de totalidade, um lugar igualitário de aprendizagem. Quando um círculo está centrado ele forma uma roda ou mandala invisível, podendo causar a mudança e evolução do indivíduo, recuperando as antigas tradições nas quais os sacerdotes e curandeiros utilizavam danças relacionadas a sons específicos para "tocar a alma" de seus fiéis, para celebrar os ciclos da Natureza e os Ritos de Passagem.


As danças circulares sagradas foram introduzidas na Inglaterra à cerca de vinte anos atrás por Bernhard Wosien, um professor de dança, alemão, que dedicou muitos anos de sua vida a coletar danças de todo mundo.

Em 1976, Bernhard Wosien deu seu primeiro treinamento destas danças em Findhorn, uma comunidade espiritualista no noroeste da Escócia. De Findhorn, esse trabalho espalhou-se pelo mundo todo.

As danças circulares sagradas englobam em seu movimento as danças étnicas, que remontam à cultura de um determinado povo, simbolizando sua expressão musical, corporal e espiritual; as danças folclóricas dos povos, dançadas na maioria das vezes com passos originais, isto é, aqueles que foram e continuam sendo usados pelo povo da região em que surgiram, e as músicas coreografadas recentemente, conhecidas como contemporâneas.

Realizadas em círculo e de mãos dadas, as danças propiciam ao indivíduo uma experiência de aprendizado favorecendo a integração, a comunicação, a flexibilidade, a percepção de si mesmo e do outro. O contato com outras culturas e suas expressões na roda da dança gera para o grupo um desafio, que passo a passo é superado e ao findar da música resta o aplauso coletivo em comemoração a conquista de todos.

A Dança Circular pode ser realizada com o objetivo de desenvolver temas significativos para os colaboradores e a empresa despertando, além da espontaneidade e da criatividade, competências que favorecerão o trabalho em equipe. De acordo com o foco estabelecido são selecionadas danças que aproximam os participantes dos objetivos traçados.

Para trabalhar com as danças circulares sagradas deve haver um profundo respeito a esta “egrégora”. O focalizador deve estar consciente dessa responsabilidade, segundo Renata Ramos, no livro Danças Circulares Sagradas, uma Proposta de Educação e Cura… ”focalizar uma dança circular sagrada vai um pouco além de simples orientação dos passos e do ritmo. Implica na postura do orientador que se coloca como foco de atenção dos participantes e, principalmente, como foco catalisador e expansionista de energias mais sutis no momento da vivência, facilitando o Sagrado”.

O focalizador deve informar a origem da dança, a fonte e se por alguma razão alterar a coreografia, deve informar ao grupo.

Este material é um tesouro e deve ser utilizado com cuidado amoroso.

Hoje em dia podemos classificar as danças circulares da seguinte forma:

• Danças da Paz Universal
• Danças Circulares Sagradas
• Danças Diversas: cirandas, brincadeiras cantadas, danças indígenas, etc.

Quer razões mais concretas para dançar? Vamos lá..


• dançar libera enzimas que te deixam mais feliz, e te dão uma sensação de prazer;
• dançando você conquista autoconfiança; a cada passo aprendido, a cada dificuldade superada, você descobre que “pode”, que é capaz; e transfere esse sentimento para outras áreas de sua vida;
• dançar desinibe, torna você uma pessoa mais sociável;
• dançar modela o corpo, dá eixo, possibilita uma nova consciência corporal;
• dançar melhora a concentração e te ajuda a desenvolver e a ordenar melhor suas idéias;
• dançar renova, rejuvenesce, ilumina;
• dançar, dançar, dançar...

Conquistas da Roda

Ao entra na roda das Danças Circulares o participante é naturalmente convidado a rever os próprios passos, a entrar em contato com o próprio esquema corporal, facilidades e dificuldades, reações e postura diante de novos desafios e da nova forma de relacionar-se - o círculo. Estar em círculo faz com que todos sejam igualmente responsáveis pela conquista do objetivo do grupo – realizar a coreografia. Cada conquista é brindada com um novo, e maior, desafio que motivará o participante a:

• Valorizar o trabalho em equipe;
• Compartilhar talentos;
• Superar novos desafios com atitudes positivas;• Perceber e respeitar o espaço pessoal na roda;
• Perceber e respeitar o espaço do outro;
• Valorizar a cooperação, a diversidade e a inclusão do diferente;
• Valorizar a flexibilidade e a sintonia para atingir objetivos comuns;
• Adaptar-se a ritmos e estilos diferentes;
• Ampliar o repertório de movimentos;

• Ampliar o conhecimento sobre a produção cultural da humanidade e sua aplicação hoje.

Acredito que você já tenha boas razões para começar, então o que está esperando?

Vá dançar!!!



Créditos: Cirandda da Lua

sexta-feira, 21 de maio de 2010

A Roda de Cura...


A Roda da Cura, ou Elo Sagrado é um símbolo indígena que engloba todos os ciclos da vida e representa as lições pelas quais devemos passar para honrar nossa jornada na boa Estrada Vermelha da vida física.

Uma vez absorvida a lição de um determinado ciclo, a Roda terá que girar, ainda que a força da resistência nos faça desejar reter seu movimento.

Contudo, o significado profundo da Roda vai muito além da mudança.

A virada nos força a admitir que existe um movimento ordenado por trás de tudo, que nada escapa à Inteligência Divina.

Ainda que tenhamos dor, se entregarmos à esta Força Maior, o resultado será sempre um salto qualitativo da consciência, em sua ascensão à iluminação.




A imagem da roda, círculo, ponto ou mandala evoca, desde os primórdios da humanidade, a idéia arquetípica da ligação com a Unidade de Deus (holos) e configura a misteriosa e insofismável lei que atua silenciosamente dentro de nós, atraindo recursos, pessoas, circunstâncias ou ações compatíveis com o nível de aprendizado que precisamos obter.
Uma vez sintonizados com a Vontade de Deus, e isso só é possível através da entrega, veremos como os processos se sucederão num ciclo de expansão e contração, tão natural quanto o fluxo da nossa respiração.




Os índios da América Nativa sabiam “escutar” os Espíritos do Vento que anunciavam qual ciclo estaria prestes a se manifestar, indicando a direção do crescimento e o potencial a ser aflorado.

Os ventos do sul reverenciam o totem do coiote, que pede ao caminhante que resgate a leveza, a humildade e a alegria irreverente da criança interior.

Os ventos do oeste, cujo totem sagrado é a grande ursa, trazem a busca de introspecção, intuição, sensibilidade e espera, representados pelo potencial feminino.

Os ventos do norte reverenciam o búfalo branco, totem que simboliza a sabedoria e a força dos ancestrais

E os ventos do leste representam o portal da águia dourada, trazendo a clareza, inteligência e objetividade do pólo masculino.




Nossa trajetória individual passa, invariavelmente, por ciclos de transformações necessárias e difíceis.

Não necessariamente dolorosas, isto depende de nós mesmos.

Quanto mais realizarmos a entrega, menos sofrimento, pois é a resistência que oferecemos ao giro da roda que provoca estagnação do fluxo de energia, resultando em dor e adoecimento.

Sabemos, por lei da física, que forças contrárias se anulam, muitas vezes a vida impulsiona para um determinado movimento e a nossa mente individual resiste e insiste em outra direção, causando imobilização.

Este conflito de forças, que representa a luta entre o ego e o eu, só gera perda de energia e frustração.




É preciso resgatar o contato com nossa natureza interna, harmonizando-se com as forças da natureza externa, para reaprendermos a escutar os Espíritos do Vento, alinhando nossa pequena vontade à Vontade Suprema. Como diria Sri Daya Mata, “a sublime realização vem por meio da entrega”.




Este importante aprendizado chegou até mim como uma verdadeira revelação mística, própria daqueles momentos pilares em que, diante de uma ameaça real, nos chocamos com a onipotência do Grande Mistério.

Munida de minha peculiar bravura ariana, resolvi enfrentar um medo antigo de águas profundas, gerado por uma experiência infantil traumática.

O mar estava calmo e a maré convidava a um mergulho mais ousado, além da zona de segurança estabelecida por mim mesma (ou seja, poucos passos além da areia) .

Soltei meu corpo na água e as ondas foram levando... levando...

Sentia-me um ponto insignificante na imensidão do oceano, deixei as preocupações se diluírem na fluidez daquele embalo marítimo, dancei com sereias e ondinas em minha imaginação quando, por um estalo, abri os olhos e me dei conta de que as “bandeirinhas vermelhas” haviam ficado muito atrás.

A princípio, uma grande apreensão “e se eu não conseguir voltar”, quanto mais braçadas mais eu sentia que estava me debatendo em vão, e o medo foi crescendo “eu não vou conseguir voltar”, mais braçadas e mais cansaço, a posição era a mesma.

O pânico foi tomando conta “eu vou morrer aqui!”.

No ápice do desespero, lembrei-me de minha avó que dizia que o que não tem remédio, remediado está, resolvi então apreciar a paisagem.

O céu, completamente azul, era um panô turquesa cintilante, o sol dourado lançava suas espadas de ouro, refletidas no verde profundo das águas. “Até que é um dia bonito para morrer”, pensei.

E o pânico foi cedendo lugar a uma entrega confiante, assustadoramente serena, tudo estava em ordem, senti a paz de Deus reinar.

Só aí percebi que, se nadasse na diagonal estaria a favor do fluxo e o fluxo a meu favor.

Consegui sair num ponto bem afastado daquele que mirei inicialmente, contudo se tivesse ficado fixada nele provavelmente não estaria aqui, contando a história.

Naquele momento compreendi Caetano quando disse que “um índio descerá de uma estrela colorida e brilhante, de uma estrela que virá numa velocidade estonteante, e pousará no coração do hemisfério sul, na América, num claro instante”.

Ele virá, virá que eu vi...




Texto: Patrícia Lucchesi

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Somos Energia...

Quanto mais o homem se esforça para explicar o inexplicável, mais se afasta da sua verdade pessoal! Quanto mais o homem teima em exercer poder sobre o próximo, menos consciência tem da importância que é a união! Quanto mais o homem, evita observar o mundo e tudo o que o rodeia de uma forma natural e simples, mais se aproxima da confusão e do caos mental!!!
Somos energia,
Somos amor!
Somos centelhas ... diamantes, em construção permanente!

Ter a percepção da realidade é:

» acreditar
» olhar com olhos de ver
» abandonar o interesse de posse
» partilhar na dádiva natural da vida - o amor!

Tudo começa de dentro!
Tudo começa no mais profundo do nosso ser...

Ainda me lembro quando fui ver o filme 'A Profecia Celestina' (que recomendo vivamente), e saí da sala de cinema com a sensação que tudo me tinha sido explicado. Ou melhor, finalmente tinha encontrado uma perspectiva semelhante ao que sentia desde criança!

Acredito que esse filme contribuiu para a minha aceitação, e a forma como lidava com a espiritualidade!

Numa das profecias que se fala no filme, reve
la que tudo começa de dentro - se seguirmos a nossa intuição, se aprendermos a escutar o nosso Eu interior, algo irá acontecer - as chamadas coincidências!
A partir daí, eu comecei a aplicar, ou pelo
menos tentei!!!
É fascinante a forma como a vida se processa!

É realmente divino termos a possi
bilidade de experienciar esta passagem terrena, e perceber que a responsabilidade sob a nossa 'Mãe Terra', está distribuída em cada um de nós! É na união, e no Amor incondiconal que a humanidade deve trabalhar! Sem medo, escrúpulos, ou preconceitos!

Acredito que estamos próximos dess
a mudança (que já está acontecendo), e que um dia vamos poder disfrutar de tudo o que um dia parecia apenas um sonho de criança!


Texto: JC (http://universoespiritodeluz.blogspot.com)

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Letra & Melodia, Simplesmente Maravilhosas...


video

Borboletas

Luciana Mello

Composição: Jair de Oliveira


Borboletas são tão belas o que seria delas
Se não pudessem voar?
O céu e as estrelas não poderiam vê-las passar
Lá fora eu vejo um mundo
E sinto lá no fundo
Que aqui não é o meu lugar
Eu sou pequenininha e fico aqui sozinha a sonhar
O meu coração me diz
Que um dia ainda vou ser feliz
Voar para bem longe como eu sempre quis
Um dia eu tive a chance de ter ao meu alcance
O que fez transformar
Sonho em realidade, escuridão em brilho no olhar
Eu vi que na verdade
A dor um dia pode ter fim
Achei a liberdade, ela tava dentro de mim
O meu coração me diz
Agora eu já sou feliz
Voei para bem longe como eu sempre quis



Amo Borboletas!!!

Curtam essa música, ela é Linda!

Bjkas de Luz
Thaimí Quevedo

Incensos...

Você já se perguntou qual o significado dos incensos? Quase todo mundo utiliza o incenso, mas poucas pessoas conhecem o real significado dos incensos.
O incenso é tão antigo quanto toda a história da humanidade. É como se o incenso e o homem tivessem surgido ao mesmo tempo. Nos primórdios as pessoas já faziam fogueiras e viam a fumaça indo em direção ao céu, ou seja, em direção aos deuses e começaram a inventar maneiras de agradar aos deuses com a fumaça que chegava até eles. Foi então que surgiu o incenso. Para agradar aos deuses, eles começaram a queimar ervas aromáticas, madeiras e tudo mais o que exalasse um odor agradável. Foi dessa forma que acreditamos que tenha surgido o primeiro incenso que se tem notícia no mundo.

Hoje em dia o incenso ganhou outras funções além da religiosa. Ele também serve para deixar o ambiente com um aroma agradável e dar mais disposição e alegria para quem entra em um cômodo perfumado pelo incenso. Quem acende um incenso convida as pessoas e todos ao seu redor para um relaxamento, além de purificar e harmonizar todo o ambiente, deixando-o livre de sentimentos carregados.

Antigamente o incenso era queimado em cima de carvões e era feito com aromas que eram na verdade resina misturada com ervas aromática. A fumaça tinha o objetivo de atrair as boas energias e afastar todo mal que as pessoas poderiam sofrer. Era realmente usado como uma proteção contra os maus espíritos e sensações.

E por isso mesmo que o incenso não é privilegio somente dos cultos religiosos. As pessoas acendiam e acendem incensos dentro das casas como uma forma de proteção e de perfumar o ambiente tentando torna-lo mais agradável. Alguns incensos até mesmo possuíam fins higiênicos, já que podiam eliminar bactérias e fungos nocivos ao ser humano.

O incenso ganhou grande importância justamente por ser queimado em cultos religiosos. Como citamos acima, o incenso tinha como objetivo agradar aos deuses e fazer a ligação do homem com Deus através da oração e da queima do incenso, já que a fumaça ia em direção ao céu, ou seja, em direção a Deus e levaria todas as orações e agradecimentos.



Incenso de Rosa Branca traz paz e purificação do ambiente.
Incenso de Rosa Vermelha traz amor, sedução e sensibilidade.
Incenso de Rosa Amarela traz sucesso, prazer e alegria.

O Egito foi a primeira civilização a começar a dar forma ao incenso. Eles começaram a descobrir novos aromas e novos tipos de incensos que eram usados desde cerimônias religiosas, sepultamentos até mesmo a declaração e posse de novos faraós e sacerdotes.

Através dos tempos, o incenso começou a ser muito utilizado pela igreja, na côrte e nos castelos dos reis e rainhas. Isso fez com que o artefato se tornasse símbolo de riqueza. Mais tarde, todas as culturas da Europa usavam o incenso para as mais diversas funções.



Incenso de Flor do Campo combate o desgosto e a apatia.

O perfume do incenso começou também a ser usado como forma medicinal, já que começaram a descobrir que os aromas têm significados e quando bem usados podem proporcionar bem-estar para as pessoas e até mesmo afastar ou curar doenças. Cada aroma ou fragrância do incenso tem um significado especial. E para usar para os propósitos corretos, vale a pensa saber o que cada uma delas significa e proporciona.


* Significado dos Incensos

- Ambar excelente antidepressivo, purifica a mente,e propicia a meditação;
- Erva Doce é um poderoso calmante;
- Lavanda traz paz e harmonia ao ambiente;
- Mirra traz sorte aos negocios e prosperidade;
- Lótus propicia concentração para os estudos;
- Musk aumenta a sensualidade do casal;
- Eucalipto purifica o ar e o ambiente;
- Cravo da India elimina energias negativas e atrai o amor;
- Cânfora ajuda nas situações desagradáveis;
- Balsamo para a inteligência e compreensão;
- Rosas para os rituais espirituais;
- Jasmim para os pensamentos;
- Almíscar para o romance;
- Sândalo e Canela para a paz e o equilíbrio mental;
- Tutti-frutti alivia os sintomas da depressão;
- Lírio para as gestantes e as mães que estão começando a criar os filhos;
- Mirra para o espírito e a espiritualidade;
- Madeira para a energia positiva dos ambientes;
- Alecrim para a saúde e o sucesso nos negócios.



Fonte: www.blogdamulher.com

Eu fiz as Pazes com a minha Menstruação e com o meu Ciclo!!!


Há mais ou menos 3 meses no Encontro da Lua Cheia, mais precisamente no dia 27/02, onde tive um encontro maravilhoso, reencontrei grandes mulheres, Deusas maravilhosas, neste dia conversamos sobre as Faces da Lua na Mulher, os Ciclos Menstruais, e todo o Poder do Feminino, eu tomava pílula anticoncepcional a 10 anos ininterruptos, e nesse encontro decidi dizer "Chega".

Já no início do encontro, devido aos debates e opiniões, comecei a concretizar esse desejo, e no final, qdo algumas mulheres já haviam ido embora, restando algumas poucas, conversamos sobre o Ciclo e eu acabei revelando essa minha vontade de parar de usar a pílula, recebi muito apoio e conselhos, e então decidi que pesquisaria muito sobre o assunto, e me re-integraria novamente com a Mãe Terra, tive algumas dúvidas, referente a como seria o meu Ciclo dali por diante, mas resolvi seguir a minha intuição e deixar a natureza comandar o meu ciclo menstrual.
Confesso que eu não tinha a menor idéia de como seria, mas continuei seguindo a minha intuição, pois usei por muito tempo a pilula, eu diria que todo o meu ciclo sempre foi regulado assim, pois menstruei as 12 e comecei a usar pílula as 16, até 3 meses atrás.
Fiz muita pesquisa e conversei com muitas mulheres para saber como eu tinha que proceder, mas todas me diziam que eu teriam que me reconectar com a Mãe Terra e continuar seguindo o meu coração, que tudo se encaixaria. E foi o que eu fiz!


Realmente as coisas se encaixaram e hoje não tenho nenhuma cólica ou mal estar decorrente de mesntruação, o que antes, mesmo tomando remédio isso me incomodava muito, não tenho mais a temida TPM, e com o passar desses 3 meses aprendi ainda mais, que a natureza e totalmente ligada a mim, e eu muito mais ligada à ela.

Fico tão realizada em saber que hoje, sou muito mais interessada e entendida, na minha ligação com os ciclos da lua, com a minha relação com a natureza, amo ainda mais o meu sangue, a minha menstruação, a minha energia, o meu sexo, a minha essência e minha feminilidade, amo cada dia mais ser mulher e ter toda essa ligação inexplicável com a natureza, com a Lua, com a Chuva, com o Sol, com o Fogo, com o Ar e com o Universo ao meu redor.


É muito importante a mulher se re-conectar e se reencontrar com a sua verdadeira essência, experimente e com certeza você verá o que a natureza e a Mãe Terra pode fazer por você. É tudo uma sincronia perfeita, uma mandala de energia magnífica. Todas as mulheres do planeta deveriam cuidar mais de seu corpo, seu espírito, seu coração e principamente buscar sua verdadeira essência junto a Natureza.

E dar um basta a todo o remédio, pílula ou outro método contraceptivo que impede você, mulher, de sentir todas essas maravilhas que somenteo universo poderá lhe proporcionar!!!


Namastê

Bjkas de Luz Cintilante em cada Alma que se identifcou com esse texto!!!


Thaimí Quevedo

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Mandalas...

"Trabalhar com mandalas é uma forma carinhosa de abrir o coração para a criatividade, a intuição e o amor."



O QUE É ???
Mandala é uma palavra sânscrita, que significa círculo. Mandala também possui outros significados, como círculo mágico ou concentração de energia. Universalmente a mandala é o símbolo da totalidade, da integração e da harmonia.
Em várias épocas e culturas, a mandala foi usada como expressão científica, artística e religiosa. Podemos ver mandalas na arte rupestre, no símbolo chinês do Yin e Yang, nos yantras indianos, nas mandalas e thankas tibetanas, nas rosáceas da Catedral de Chartres, nas danças circulares, nos rituais de cura e arte indígenas, na alquimia, na magia, nos escritos herméticos e na arte sacra dos séculos XVI, VII e XVIII.
A forma mandálica pode ser encontrada em todo início, na Terra e no Cosmo: a célula, o embrião, as sementes, o caule das árvores, as flores, os cristais, as conchas, as estrelas, os planetas, o Sol, a Lua, as nebulosas, as galáxias. Se observarmos o cotidiano a nossa volta, perceberemos estruturas mandálicas onde nunca pensaríamos haver, como no gostoso pãozinho ou no macarrão que comemos: começam com a massa que depois de amassada vira uma bola – mandala tridimensional – para crescer. O prato onde comemos tem a forma circular, e quando nos servimos formamos uma mandala colorida, que irá nos alimentar e nos nutrir, dando energia e vitalidade ao nosso corpo. A própria Terra foi formada por uma explosão de forma mandálica.



"O Ser humano morre, mas seus pensamentos não morrem tão rapidamente. A vida humana é muito curta, a vida dos pensamentos é muito longa. Lembre-se também: os pensamentos que não expresamos vivem por mais tempo do que aqueles que expressamos, pois são mais sutis. Quanto mais sutil uma coisa, mais longa é a sua vida; quanto mais grosseira, mais curta a sua vida."
Osho.





UTILIDADE ???
A mandala pode ser utilizada na decoração de ambientes, na arquitetura, ou como instrumento para o desenvolvimento pessoal e espiritual. A mandala pode restabelecer a saúde interior e exterior. Podemos usar uma mandala para a cura emocional, que refletirá positivamente em nosso estado físico, e assim ficaremos com mais saúde e vigor. Também podemos utilizar uma mandala para a cura de ambientes, como o familiar e o de trabalho, ou para preparar um espaço especial, onde você irá meditar ou fazer sessões de cura, como massagem, Reiki, astrológica, psicoterápica, atendimento clínico.

As mandalas Kalachakra e Sri Yantra são exemplos de mandalas usadas para meditação e contemplação espiritual-religiosa, a primeira no budismo tibetano e a segunda no hinduismo.
A catedral de Brasília, assim como outras catedrais, usa a mandala para criar um ambiente sagrado e especial, muitos templos usam a geometria sagrada e a forma circular para fazerem suas construções e, assim, formarem uma aura protetora e especial no lugar.
Os budistas construíram as famosas Stupas, que são lugares consagrados à oração. Dentro delas há relíquias de mestres iluminados, orações, pedras especiais e outros apetrechos sagrados. Elas possuem forma mandálica e os seguidores as reverenciam. Também é pratica dentro do budismo a oferenda de mandalas para divindades.
Na arte podemos ver as mandalas retratadas de várias formas, nas abobadas das grandes
catedrais européias, nos vitrais de Chartres, nas auréolas dos santos, em pratos e porcelanas chinesas e gregas, na arte indígena e rupestre.
Atualmente muitos artistas pintam e desenham lindas mandalas decorativas para comporem ambientes.
Também a astrologia utiliza a forma mandálica para diagramar o zodíaco. O diagrama astrológico contém doze setores de 30 graus cada um, onde estão colocados os signos do zodíaco e que correspondem às doze constelações de estrelas fixas, as quais conservam até hoje o mesmo nome que na Antigüidade: Áries, Touro, Gêmeos, Câncer, Leão, Virgem, Libra, Escorpião, Sagitário, Capricórnio, Aquário, e terminando a Mandala Astrológica por Peixes. Quando o astrólogo faz a leitura de um mapa natal ou mapa astral, percorre cada um desses setores que são regidos pelos planetas Sol, Lua, Mercúrio, Vênus, Marte, Júpiter, Saturno, Urano, Netuno e Plutão, correspondentes às casas onde ocorrem as experiências da vida. Vamos encontrar várias mandalas feitas pelos alquimistas com o tema da astrologia, principalmente nos séculos XVI a XVIII.


" Precisamos ter cada dia mais consciência de nossas vidas e consciência é um processo individual, cada um vive e sente suas próprias experiências de acordo com o que pensa da vida. Á medida que ampliamos esse tal de conhecimento assumiremos mais responsabilidade sobre nossos atos. Responsabilidade é o poder de você ser você mesmo, de ser responsável por si."
O Segredo




COMO ATUA O TRABALHO COM MANDALA ???

A mandala trabalha os seguintes aspectos pessoais: físico, emocional e energético. No aspecto físico, promove-se o bem-estar, o relaxamento e a prevenção do estresse. Emocionalmente, pode trabalhar conteúdos oriundos de emoções antigas, atuais ou futuras, pois sinaliza aqueles que irão emergir. Neste trabalho (mandalas pessoais), é muito comum surgirem traumas passados, que são colocados no desenho de forma sutil, só percebidos por quem souber fazer a leitura do que está sendo sinalizado. Esta leitura se faz por meio do traço, da forma, das cores, dos símbolos e de vários outros aspectos que aparecem quando se desenha uma mandala pessoal.
Qualquer pessoa pode se conhecer e se trabalhar com mandalas, tanto com a ajuda de um terapeuta, quanto sozinho. A pessoa pode fazê-lo confeccionando e colorindo mandalas, ou, ainda, meditando com elas. A mandala irá colocar, de forma sutil, no lugar certo aquilo que se encontra fora de lugar, Jung diz que “A mandala possui uma eficácia dupla: conservar a ordem psíquica se ela já existe; restabelecê-la, se desapareceu. Nesse último caso, exerce uma função estimulante e criadora.”
No aspecto energético, a mandala ativa, energiza e irradia, podendo harmonizar ambientes físico ou pessoal carregados negativamente, ou aura de sofrimento e tristeza. Ainda energeticamente, a mandala pode levar a pessoa a contatos com dimensões supraconscientes e ao encontro de um caminho espiritual. Neste sentido, a mandala foi, e ainda é, muito utilizada para a meditação e para o desenvolvimento e a ampliação da consciência. No budismo tibetano os monges fazem-na de areia para depois serem ofertadas às divindades.
É importante saber que para qualquer finalidade que se queira alcançar trabalhando com mandalas tem de se desenvolver a perseverança, a persistência e a força de vontade.


"Seja uma luz para si mesmo. Não vá atrás dos outros, não siga os outros. Seja uma luz para si mesmo. Essa é a minha última mensagem."

Buda.



BENEFÍCIOS DE TRABALHAR C/MANDALAS
???
A pessoa que trabalha com mandalas, sozinha ou com a ajuda de um terapeuta, beneficia-se de várias formas:

- prevenindo o estresse;

- preservando e organizando a saúde psíquica;

- aumentando a capacidade de atenção e de concentração;

- aumentando a capacidade de receptividade;

- aumentando a harmonia, a calma e a paz interior;

- aumentando a criatividade;

- ampliando a consciência;

- desenvolvendo o Eu Superior;

- encontrando um caminho espiritual.


"Se você estiver em um estado de doença e se focar nela, pensando, reclamando e sentindo-a, você estará dando mais poder a ela e irá atrair mais doenças.
Pensamentos mais felizes geram uma bioquímica interna de felicidade e criam um corpo feliz e mais saudável."
O Segredo.




Créditos: www.mundodasmandalas.com

quinta-feira, 6 de maio de 2010

O Anel Atlante


O protetor pessoal, utilizado pelos radiestesistas de todo o mundo.



O Anel Atlante foi criado em Atlântida de onde vem seu nome e foi muito utilizado pelos altos sacerdotes egípcios há 8000 anos. Foi redescoberto quando das escavações das pirâmides pelo Marques de Angrain, egiptólogo no vale dos reis, pertencente ao sacerdote JUÁ.. Mais tarde Howard Carter foi o único a escapar com vida da pirâmide de Tutancamon, quando todos os outros cientistas que penetraram a pirâmide perderam a vida. Então percebeu-se que a única coisa que diferenciava o senhor Carter das outras pessoas era que ele usava o famoso Anel Atlante, o que permitiu de estar ainda com vida pois o protegera das terríveis energias negativas daquele lugar.



Desde então, inúmeros pesquisadores se interessaram pelo Anel Atlante.



Eis algumas conclusões chegadas:

A eficácia do anel se deve as ondas de formas chamadas de 'LOUKSOR' que ele emite, cujo agentes invisíveis catalisam energia cósmica.


Basicamente, o que o Anel Atlante faz, através de desenhos radionicos é estabilizar o campo magnético ao redor do corpo, mantendo a proteção aurica e impedindo que energias telúricas negativas se aproximem de seu corpo (lugares energeticamente desarmonizados), de certas 'Magias' e de certos 'acidentes'.

Ele ajuda no reestabelecimento das funções perturbadas do organismo e ajuda a desenvolver certas faculdades paranormais como intuição e telepatia.

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Hoje é ... *_* Segunda Vermelha*_*

Grandes Amigas, vamos celebrar hoje o nosso Sangue Sagrado, ele significa Vida, Saúde, Força, Despertar e Poder Feminino.
Vamos nos reunir hoje com amigas, ou sozinhas, vestir roupas e acessórios Vermelhos, pintar as unhas de vermelho, colocar um batom bem vermelho nos lábios. Coma também alimentos vermelhos, hoje em especial, dê rosas vermelhas as mulheres de sua vida, relembre sua primeira menstruação, comente as amigas, troquem experiências, vivências.
Pode ser em casa, no trabalho, na escola, no escritório, na faculdade, em um parque bem bonito, bares, restaurantes ou qualquer outro lugar. Comente em seu blog, site, microblog, msn, orkut, enfim, não deixe essa data passar em branco. Festeje, comemore, Ame-se, Cure-se e seja Feliz!!!

Porquê???
Recuperação do Ciclo de Sangue feminino como arquétipo positivo da identidade de gênero.
criar senso de humor sobre a q
uestão da menstruação
encorajar as mulheres a se “empoderar” de sua saúde reprodutiva e menstrual
criar uma maior visibilidade sobre a questão da menstruação, em filmes, na mídia impressa,
na música e outros meios de comunicação
aumentar a honestidade em relação a nossa menstruação em nossos relacionamentos;


Abaixo um texto muito interessante de Anna Leão:


MENSTRUAÇÃO- TEMPO DE RECOLHIMENTO

A menstruação é um momento de regeneração e de purificação. A mulher está mais sensível, introspectiva e vulnerável. Está também, exatamente por tudo isto, mais apta ao autoconhecimento e mais próxima de sua força interior.

É de vital importância que neste período a mulher se dê tempo e espaço. Isto é importante para a sua saúde física e psíquica e também energética. É um tempo que exige mais contato consigo mesma.

A tão falada TPM é consequência desta falta de respeito com o próprio corpo, com os próprios hormônios, com o próprio ser. A mulher tem a necessidade de mais calma, de mais aconchego, de sossego na época de sua menstruação. Como ela não se proporciona isto, ela fica irritada, nervosa. O corpo que é extremamente sábio registra esta agressão e no mês seguinte pouco antes da menstruação, a mulher inconscientemente começa a se "armar" para o conflito que viverá, da sua necesidade intrínseca de quietude e da agitação constante de sua vida. Daí todos os sintomas da TPM.

Passar por todos os processo cíclicos de ser mulher é algo riquíssimo, desde que todo o ciclo seja respeitado. É daí que vem todo o poder criativo da mulher, que é inigualável. E esta criatividade precisa ser vivenciada de uma forma ou de outra, mesmo que se trabalhe com mercado financeiro, por exemplo. A mulher precisa encontrar tempo e espaço para exercer essa sua criatividade, se não, ela se castra.

Nossas ancestrais sabiam se respeitar. Nas sociedades não patriarcais, nas tribos indígenas também havia este respeito a este tempo da mulher - e à mulher, diga-se de passagem. Na cultura xamânica, a Tenda da Lua era um lugar onde as mulheres se encontravam neste período dividindo conhecimentos e conforto.

Neste mundo patriarcal e competitivo em que vivemos, a mulher não se permite a isto. O que vemos são propagandas de absorventes incutindo na mulher a necessidade de não perder tempo, de estar sempre ativa. Mas o que esperar de uma sociedade patriarcal?

É aqui que entra uma grande questão, já levantada aqui por mim, neste meu espaço. A mulher para ter as mesmas oportunidades e os mesmos direitos do homem tem que se submeter a um modelo de vida patriarcal, racional e linear. Isto é, ela tem que se submeter ao masculino. Defendo isto? Claro que não!

E será que ela precisa ter mesmo os mesmos direitos e DEVERES que o homem, ou seria melhor cada macaco no seu galho? Algo para pensarmos...

A mulher não é igual ao homem. Não existe melhor nem pior. Agora, existem características únicas que devem ser respeitadas e valorizadas. Mas o que fazer então numa sociedade capitalista e patriarcal?

Há muito tempo uma amiga me disse que há uma lei que dá três dias de folga para a mulher, no emprego, em seu período menstrual, que a mulher tem este direito por lei. Não sei se ainda existe esta lei. Perfeita! Mas infelizmente não funciona, porque para a mulher ter a mesma oportunidade de trabalho do homem ela infelizmente tem que se comportar como tal. É por isto que repito que não houve muito avanço, que de fato não houve uma conquista legítima da mulher,ou melhor, do feminino. Ela teve que suprimir a sua feminilidade, nesta questão e em muitas outras.

Que empregador vai querer empregar mulher se além das folgas mensais ela terá mais três por mês, de acordo com o seu ciclo menstrual? Então, ninguém se utiliza desta lei.

Tudo isto é algo para refletirmos profundamente. Em minhas reflexões, não só por conta disto, mas por muito mais a cerca da questão do feminino - e prefiro falar feminino do que mulher, pois assim vou mais na essência - percebo que o que é necessário é uma mudança que venha lá da base. Uma mudança de visão, uma mudança estrutural para podermos sair de um mundo tão consumista, capitalista que são reflexos de um mundo dominado pelo masculino, de uma sociedade tão patriarcal.

Eu tento fazer a minha parte e manter uma coerência entre minhas ações e o que falo. E você? Já parou pelo menos para pensar sobre a verdadeira conquista e valorização do feminino?


Bjkas de Luz Cintilante e Perfumada

Thaimí Quevedo

sábado, 1 de maio de 2010

SAMHAIN


Hemisfério Norte: 31 de Outubro
Hemisfério Sul: 1 de Maio


O Samhain (pronuncia-se "sou-en"), também chamado de Halloween, Hallowmas, Véspera de Todos os Sagrados, Véspera de Todos os Santos, Festival dos Mortos e Terceiro Festival da Colheita, é o mais importante dos oito Sabbats dos Bruxos. Como Halloween, é um dos mais conhecidos de todos os Sabbats fora da comunidade wiccana e o mais mal-interpretado e temido.

Samhain celebra o final do Verão, governado pela Deusa. (O nome Samhain significa "Final do Verão".)

Samhain é também o antigo Ano Novo celta / druida, o início da estação da cidra, um rito solene e o festival dos mortos. é o momento em que os espíritos dos seres amados e dos amigos já falecidos devem ser honrados. Houve uma época na história em que muitos acreditavam que era a noite em que os mortos retornavam para passear entre os vivos. A noite de Samhain é o momento ideal para fazer contato e receber mensagens do mundo dos espíritos.

A versão cristã do Samhain é o Dia de Todos os Santos (1o de novembro), que foi introduzido pelo Papa Bonifácio IV, no século VII, para substituir o festival pagão. O Dia dos Mortos (que cai a 2 de novembro) é outra adaptação cristã ao antigo Festival dos Mortos. é observado pela Igreja Católica Romana como um dia sagrado de preces pelas almas do purgatório.

Em várias regiões da Inglaterra acredita-se que os fantasmas de todas as pessoas destinadas a morrer naquele ano podem ser vistos andando entre as sepulturas à meia-noite de Samhain. Pensava-se que alguns fantasmas tinham natureza má e, para proteção, faziam-se lanternas de abóboras com faces horrendas e iluminadas, que eram carregadas como lanternas para afastar os espíritos malévolos. Na Escócia, as tradicionais lanternas Hallows eram esculpidas em nabos.

Um antigo costume de Samhain na Bélgica era o preparo de "Bolos para os Mortos" especiais (bolos ou bolinhos brancos e pequenos). Comia-se um bolo para cada espírito de acordo com a crença de que quanto mais bolos alguém comesse, mais os mortos o abençoariam.

Outro antigo costume de Samhain era acender um fogo no forno de casa, que deveria queimar continuamente até o primeiro dia da Primavera seguinte. Eram também acesas, ao pôr-do-sol, grandes fogueiras no cume dos morros em honra aos antigos deuses e deusas, e para guiar as almas dos mortos aos seus parentes.

Era no Samhain que os druidas marcavam o seu gado e acasalavam as ovelhas para a Primavera seguinte. O excesso da criação era sacrificado às deidades da fertilidade, e queimavam-se efígies de vime de pessoas e cavalos, como oferendas sacrificiais. Diz-se que acender uma vela de cor laranja à meia-noite no Samhain e deixá-la queimar até o nascer do sol traz boa sorte; entretanto, de acordo com uma lenda antiga, a má sorte cairá sobre todo aquele que fizer pão nesse dia ou viajar após o pôr-do-sol.

As artes divinatórias, como a observação de bola de cristal e o jogo de runas, na noite mágica de Samhain, são tradições wiccanas, assim como ficar diante de um espelho e fazer um pedido secreto.

Os alimentos pagãos tradicionais do Sabbat Samhain são maçãs, tortas de abóbora, avelãs, Bolos para os Mortos, milho, sonhos e bolos de amoras silvestres, cerveja, sidra e chás de ervas.

Incensos: maçã, heliotropo, menta, noz-moscada e sálvia.
Cores das velas: preta, laranja.
Pedras preciosas sagradas: todas as pedras negras, especialmente azeviche, obsidiana e ônix.
Ervas ritualísticas tradicionais: bolotas, giesta, maçãs beladona, dictamo, fetos, linho, fumária, urze, verbasco, folhas do carvalho, abóboras, sálvia e palha.


Ritual do Sabbat Samhain

Em muitas tradições wiccanas, é costume o Bruxo jejuar um dia inteiro antes de realizar o Ritual do Sabbat Samhain.

Após o banho ritual com água salgada para limpar seu corpo e sua alma de todas as impurezas e energias negativas, coloque uma veste cerimonial longa e preta (a menos que prefira trabalhar sem roupa, como fazem muitos Bruxos), use um colar de bolotas feito a mão em torno do pescoço e coloque uma coroa de folhas de carvalho na cabeça.

Comece traçando um círculo de 3m de diâmetro, usando giz ou tinta branca. Coloque 13 velas pretas e cor de laranja em torno do círculo e à medida que for acendendo cada uma diga: VELA SAMHAIN DO FOGO TãO BRILHANTE CONSAGRE ESTE CíRCULO DE LUZ.

No centro do círculo erga um altar voltado para o norte. No centro do altar, coloque três velas (uma branca, uma vermelha e uma preta) para representar, cada uma, uma fase da Deusa Tripla. à esquerda (oeste) das velas, coloque um cálice com sidra e um prato contendo sal marinho. à direita (leste) das velas, coloque um incensório com incenso de ervas e uma pequena tigela com água. Diante das velas (sul), coloque um sino de altar de latão, um punhal consagrado e uma maçã vermelha. Faça soar três vezes o sino do altar e diga: SOB O NOME SAGRADO DA DEUSA E SOB A SUA PROTEçãO, INICIA-SE AGORA ESTE RITUAL DO SABBAT.

Salpique um pouco de sal e água em cada ponto da circunferência em torno do círculo para limpar o espaço de qualquer negatividade ou influência maligna. Pegue o punhal com a mão direita e diga: OUçAM BEM, ELEMENTOS, AR, FOGO, áGUA E TERRA. PELO SINO E PELA LÂMINA EU VOS CONVOCO NESTA SAGRADA NOITE DE ALEGRIA.

Mergulhe a lâmina do punhal no cálice com a sidra e diga: EU TE OFEREçO, OH, DEUSA, ESTE NéCTAR DA ESTAçãO.

Coloque o punhal de volta no altar. Acenda o incenso e as três velas do altar e diga: TRêS VELAS EU ACENDO EM TUA HONRA, OH, DEUSA: BRANCA PARA A VIRGEM, VERMELHA PARA A MãE, PRETA PARA A ANCIã. OH DEUSA DE TODAS AS COISAS SELVAGENS E LIVRES, A TI ERGO ESTE TEMPLO SAGRADO EM PERFEITA CONFIANçA.

Pegue o cálice com ambas as mãos e derrame algumas gotas da sidra sobre a maçã, dizendo: AO VENTRE DA DEUSA MãE RETORNA AGORA O DEUS, ATé O DIA EM QUE NOVAMENTE RENASCERá. A GRANDE RODA SOLAR GIRA MAIS UMA VEZ. O CICLO DAS ESTAçõES NãO TERMINA NUNCA. ABENçOADAS SEJAM AS ALMAS DAQUELES QUE VIAJARAM ALéM PARA O MUNDO ESCURO DOS MORTOS. EU DERRAMO ESTE NéCTAR EM HONRA à SUA MEMóRIA. QUE A DEUSA OS ABENçOE COM LUZ, BELEZA E ALEGRIA. ABENçOADOS SEJAM! ABENçOADOS SEJAM!

Beba o restante da sidra e, então, coloque o cálice no seu lugar no altar. Faça soar o sino três vezes, desfaça o círculo apagando as velas de cores laranja e preta, começando do leste e movendo em direção levógira. Pegue a maçã do altar e enterre-a do lado de fora para nutrir as almas dos que morreram no último ano.

O Ritual de Samhain está agora completo e deve ser seguido de meditação, divinação em bola de cristal, recital de poesia mística inspirada na Deusa e uma prece dos Bruxos pelas almas de todos os membros da família e dos amigos que passaram para o Plano Espiritual.

Fonte: 'Wicca - A Feitiçaria Moderna', de Gerina Dunwich